Em Roma COMA como os romanos

  • admin
  • Geral
  • Nenhum comentário

Spaghetti con le polpette, tortelloni recheado com molho ragù, tiramisù de chocolate e pizza com abacaxi.

Ficou com água na boca?

Bom, sinto informar que um vero italiano JAMAIS escolheria um prato destes do cardápio! E eu explico porque: estes pratos são modificações de receitas originais típicas italianas. Mas…invenções não são bem vindas quando falamos em comida na Itália. Assim, estes pratos são feitos para turistas e se encontrar um destes descritos no menu…humm…então a chance de você ter se sentado para comer num restaurante- armadilha-típico-italiano é grande.

Eu sei, eu sei…para um estrangeiro é praticamente impossível não se enrolar no emaranhado de spaghetti e fettuccine  oferecidos no cardápio, por isso vou te ajudar com algumas dicas para que sua experiência gastronômica em Roma  – e em toda a Itália – seja de tirar o fôlego e encher a barriga!

IMG_3203_599x599

 DICAS PARA COMER NA ITÁLIA

1 – Pode ser bem atraente jantar num restaurante ajeitadinho bem em frente à Piazza Venezia, com as luzes do colossal monumento dedicado à Vittorio Emanuele brilhando diante dos seus olhos.

Mas, atenção ao PERIGO!!!! Geralmente os restaurantes e bares perto de atrações turísticas estão lá para os …TURISTAS. E a qualidade do que é servido é bem duvidosa. Para comer bem, como comem os italianos, afaste-se um pouco das grandes atrações, embrenhe-se por ruazinhas estreitas e certamente encontrará um restaurante de verdade.

2 – Que mundo globalizado! Os pratos descritos no menu do restaurante possuem versão em inglês, chinês e até…árabe? SAIA CORRENDO!

Procure por restaurantes com cardápio escrito em ITALIANO. (Não entende nada de italiano? que tal aprender italiano comigo? Clique aqui.)

3 – A cultura gastronômica italiana é muito rica e cada região tem suas tradições e seus pratos típicos. Descubra quais são os pratos típicos da região que você está, nada de comer Bistecca alla Fiorentina na Sardegna e Saltimboca alla Romana no Piemonte.

4 – Sabe quem pode te ajudar muito? Os garçons! Pergunte a ele o que te aconselha experimentar ou qual a especialidade da casa. Muitas vezes eles nos oferecem pratos que nem estão no cardápio. Foi assim que experimentei -e amei – carne de javali. Se não fosse aquele garçom…bom, se não fosse ele eu poderia estar uns quilos mais leve!

5 – Faça pesquisas em blogs, pergunte para amigos e saia de casa com uma lista de restaurantes testados e aprovados. A chance de errar, neste caso, diminui bastante!

 E finalmente, COMA! Buon appetito!

Leia também:

Dicas da food blogger Dani Bispo para comer em Roma

Meus lugares preferidos para comer em Florença

Onde comer em Padova

Continue lendo